Arquivo da tag: escola

Clube do Filme – As escolas no cinema

Num post anterior falamos o quanto o cinema e os filmes contribuem para a nossa formação ,apartir de hoje vão ser publicadas listas temáticas de alguns filmes para você realizar em casa essas sessões de cinema seguida de um debate. O tema escolhido hoje é o ambiente escolar  ,tema que rendeu inúmero filmes e em sua grande maioria abordando os conflitos nela existente. E na nossa lista tem de tudo filme antigo , Blockbuster,documentário é só escolher!

 

FILME: Ao Mestre com Carinho, dirigido por James Clavell, com Sidney Poitier, 1967.

A HISTÓRIA: Mark Thackeray (Sidney Poitier) é um engenheiro desempregado que resolve dar aulas no bairro operário de East End, em Londres. Mas a turma, cheia de alunos indisciplinados, fará de tudo para que ele desista da sua missão, como fez com os professores anteriores

POR QUE VER: Retrata a história de um professor que, ensinando sob condições adversas (alunos desinteressados, agressivos, com pouca orientação familiar e sem perspectivas de enxergar a educação como espaço de aprendizado), consegue obter resultados importantes junto aos estudantes.

 

FILME:  Sociedade dos Poetas Mortos, dirigido por Peter Weir, com Robin Williams e Ethan Hawke, 1989.

A HISTÓRIA: No final dos anos 50, ex-aluno (Robin Williams) de uma conservadora escola preparatória se torna o novo professor de literatura da instituição. Entretanto, os métodos de incentivar os alunos a pensarem por si mesmos criam um choque com a ortodoxa direção do colégio.

POR QUE VER: É importante para a conscientização de que sempre é tempo de mudança. As portas se abrem quando somos estimulados e encorajados. É papel do professor e da família  caminhar lado a lado ao seu aluno, estimulá-lo, e levá-lo a busca dos próprios ideais

 

 

FILME :O Sorriso de Monalisa (Mona Lisa Smile, 2003, EUA, direção: Mike Newell, 125 min., drama, classificação indicativa: 12 anos)

A HISTÓRIA: Julia Roberts vive a professora de História da Arte Katharine Watson, que quer romper os ideais machistas da sociedade americana da década de 50. Mas ela se depara com a resistência das próprias alunas ao ingressar no corpo docente do Colégio Wellesley. A instituição é famosa por preparar jovens para a vida matrimonial e de dona de casa. Mesmo assim, Katharine decide ir contra as normas para mostrar às estudantes que elas são capazes de enfrentar os desafios da vida adulta sem estar, necessariamente, à sombra de um homem.

POR QUE ASSISTIR : o determinismo da sociedade machista dos anos 50 era reforçado pelo determinismo educacional, em que todo o conteúdo da formação é levado às alunas por meio da escola. Quando este determinismo é rompido por uma professora, a célula formativa fica desestruturada e levanta contradições a respeito de valores e objetivos da sociedade da época. Será que este modelo social se extinguiu atualmente, num mundo lotado de celebridades (instantâneas ou não), socialites, reality shows etc?

 

FILME : Pro Dia Nascer Feliz (2006, Brasil, direção João Jardim, 88 min., documentário, classificação indicativa: livre)
A HISTÓRIA O documentário mostra os principais problemas que os jovens brasileiros enfrentam na escola: precariedade, preconceito, violência e abandono. Adolescentes de três estados e de classes sociais diferentes conduzem a narrativa ao contarem suas frustrações no ensino.
POR QUE ASSISTIR :O  filme é uma boa pedida para o aprendizado de jovens sobre os abismos existentes no nosso sistema educacional, pois trata de maneira bastante elaborada diversos elementos presentes nas escolas brasileiras. Acreditando que a escola é um microcosmo, o documentário discute a importância de refletirmos sobre as desigualdades e profundas diferenças existentes nas escolas brasileiras (e no próprio Brasil), especialmente nos estados de Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

FILME: Elefante (Elephant, 2003, EUA, direção: Gus Van Sant, 81 min., drama)

A HISTÓRIA: O filme faz referência à tragédia ocorrida no estado norte-americano do Colorado, em 1999, quando dois alunos invadiram a escola onde estudavam e atiraram contra colegas e professores. A história se passa na cidade de Portland, mas se baseia no caso que virou notícia no mundo todo. Nele, dois jovens planejam o crime e conseguem comprar armas semi-automáticas para colocar o plano em prática.

POR QUE ASSISTIR :A necessidade de se explicar uma tragédia é quase que imediata no ser humano e este filme é um exemplo disso. Porém, quando a tragédia parte da cabeça das pessoas, as causas, às vezes são inescrutáveis. Albert Camus já dizia, em o Mito de Sísifo, que “só existe um problema filosófico realmente sério: o suicídio”, o resto é secundário. E quando se tenta descobrir o que leva 2 adolescentes a assassinar 13 pessoas e se matarem sem um registro feito por eles sobre isso, cada um tem sua conclusão e essa é a grande discussão que este filme gera, encaminhando a família para um debate a respeito do sentimento que crianças e jovens nutrem pelo ambiente escolar e seus atores.

 

 FILME: Legalmente Loira, dirigido por Robert Luketic, com Reese Whiterspoon e Luke Wilson, 2001.

A HISTÓRIA: Poucas pessoas no mundo têm os mesmos privilégios que Elle Woods (Reese Whiterspoon). Ela é linda, loira natural, tem muito dinheiro e namora o garoto mais desejado do colégio. Porém, quando ele vai estudar direito em Harvard e se encanta por uma arrogante colega de classe, dispensa Elle por considerá-la fútil. Inconformada com a situação, a patricinha decide ingressar na mesma universidade e provar a todos sua capacidade.

POR QUE VER: Fala do peso que os estereótipos impostos pela sociedade assumem na vida de uma garota. Ela cursa Direito e se sai superbem, sendo que ninguém apostava nela. Se o professor  e as pessoas não acreditarem  no potencial do aluno, o desejo dele esbarra na falta de motivação.

FILME: Escola do Rock, dirigido por Richard Linklater, com Jack Black e Joan Cusack, 2003.

A HISTÓRIA: Um roqueiro (Jack Black) foi demitido da própria banda e tenta trabalhar como professor de música numa rígida escola particular. Lá, desperta nos estudantes interesse por diversos instrumentos e eles decidem montar uma grande banda sem que os pais saibam.

POR QUE VER: A motivação criada pelo professor desperta habilidades e produz resultados fantásticos na aprendizagem. Uma lição valiosa para os educadores carentes de criatividade.

 

REFERÊNCIAS:

Educar para Crescer

LEIA TAMBÉM:

Clube do filme

CineMaterna

Cinema: 31 minutos – O filme

Pipoca colorida!

 

Anúncios

25 Clássicos da literatura infantil Brasileira

Chapeuzinho amarelo de Chico Buarque

Branca de Neve, Cinderela, Pinochio  mas você conhece  os clássicos da literatura infantil brasileiro ? se não confira a lista a seguir e descubra quais títulos são fundamentais para as crianças!

1.Reinações de Narizinho – Monteiro Lobato

2.A bolsa amarela – Lygia Bojunga

3. Chapeuzinho Amarelo – Chico Buarque

4. A Operação do Tio Onofre- Tatiana Belinky

5. Bisa Bia Bisa Bel – Ana Maria Machado

6.A Arca de Noé – Vinícius de Moraes

7.Lúcia Já-Vou-Indo –Maria Heloísa Penteado

8.O Gênio do Crime- João Carlos Marinho

9.Xisto no Espaço- Lúcia Machado de Almeida

10.Marcelo, Marmelo, Martelo- Ruth Rocha

A bruxinha atrapalhada ,de Eva Funari

11.A Bruxinha Atrapalhada-Eva Furnari

12.Uni Duni Tê – Angela Lago

13.O Fantástico Mistério da Feiurinha – Pedro Bandeira

14.Pluft, o Fantasminha- Maria Clara Machado

15.A Fada Que Tinha Ideias – Fernanda Lopes de Ameida

16.A Vida íntima de Laura – Clarice Lispector

17.Ou Isto ou Aquilo –Cecília Meireles

18.O Vovô Fugiu de Casa – Sérgio Caparrelli

19.Tonzeca, O Calhambeque – Camilla Cerqueira Cesar

20.A Vaca Proibida – Edy Lima

A vida íntima de Laura, de Clarice Lispector

21.O Menino Mágico – Rachel de Queiroz

22.Uma ideia toda azul – Marina Colasanti

23. A Vaca Mimosa e a Mosca Zenilda – Sylvia orthof

24. O Menino Maluquinho – Ziraldo

25. Poemas Para Brincar – José Paulo Paes

LEIA TAMBÉM:

Estante: Como nasceram as estrelas de Clarice Lispector

Exposição de Arte: educação e diversão para crianças e adultos

Para uma criança uma visita a uma exposição pode parecer chata  e por isso nem sempre é lembrada na hora de escolher o passeio do fim de semana. Mas não precisa ser assim,então é necessário o bom senso e adaptá-la ,fazer mais do que simplesmente observar pois tentar fazer a criança aprender sobre características objetivas da obra – como o autor, estilo ou período histórico – pode gerar resistência.Então o primeiro passo para uma visita bem-sucedida é a informação prévia que pode ser adquirida em casa através da internet ou através do material informativo da exposição  que sempre está  disponível no local ,saber o que vocês vão encontrar pode ajudar a conversar sobre a exposição durante a visita.E principalmente entre no universo próprio da infância,  use uma imagem como estímulo para contar alguma história de sua própria vida. Uma pergunta simples feita na frente de um quadro, como “o que você vê aqui?”, pode despertar a imaginação contando uma história, por exemplo, desperta naturalmente o interesse e também correlacione o tema da exposição com a realidade infantil trazendo referências de filmes,jogos e estórias. A presença de monitores na exposição pode auxiliar na hora de tirar dúvidas.Isso pode não acontecer na primeira ou na segunda visita, mas os passeios regulares a museus deixarão a criança mais à vontade no mundo da arte.Para os bebês exposições são um lugares de estímulo visual por conta das explosão de cores e formas e pode ser os primeiros passos de familiarização com esse tipo de ambiente .Um programa para toda família e  que tal no próximo fim-de semana visitar alguma exposição,sempre tem algum pertinho da sua casa,aqui segue  a lista de algumas exposições em cartaz com entrada gratuita :

O Santander Cultural sedia uma exposição de obras direcionada a o futebol.  A exposição conta com fotografias, pinturas, esculturas e xilogravuras com o principal título “Pernambuco, uma paixão por futebol”, a mostra reúne 24 obras criadas por artistas pernambucanos.Essa exposição é ótima  para a criançada fãs do esporte e poder  contextualizá-la em outro universo

Horário: De 20 de julho a 19 de agosto de 13h às 20h.

Entrada: Gratuita.

Local:   Santander Cultural, na Avenida Rio Branco, número 23,Recife Antigo

Estão em exposição mais de 40 telas de pequenas dimensões do artista já falecido Bajado.

As pinturas são representações do carnaval e fazem parte da coleção de obras guardada pelo amigo do pintor, Eliezer José de Barros. As cores da cultura popular estão inseridos na realidade criativa das crianças e rendem uma visita bem proveitosa.

Horário: Em cartaz por tempo indeterminado.

Entrada: Não Informado.

Local: R. 13 de Maio, 149 – Varadouro
Fone: 3429.2587
Horário: Terça a sexta – 08h às 18h, Sábado e domingo – 14h às 17h30

além destas você pode ser informar das exposições que ocorrem na cidade através desses seguintes sites:

NE10

Agenda do Recife

Fonte: Educar para Crescer

 

LEIA TAMBÉM:

 

Como estimular a visita de museus históricos em crianças