Arquivo da tag: Comportamento

Limites da vaidade infantil

É indiscutível que as crianças contemporâneas são bastantes diferentes das crianças de 5,10 anos atrás ,essas nasceram numa sociedade bombardeada de tecnologia,informação e consumo  modificando diversos hábitos. Mas o que chama mais atenção é a vaidade precoce na infância ,escolher uma roupa bonita para ir à festinha, passar batom, usar perfume: a vaidade pode se manifestar desde muito cedo na vida das crianças. Quando praticada com moderação, ela é muito saudável, pois ajuda a construir a boa autoestima dos pequenos. “Na medida certa, a vaidade é benéfica e necessária, pois funciona como uma motivação: estimula a criança a querer ser admirada”, explica a educadora Marta Campos, coordenadora de apoio pedagógico da Escola Viva, de São Paulo.

minimiss

O problema é quando a preocupação com a vaidade se torna excessiva, colocando em risco o desenvolvimento físico e psicológico dos filhos. É o caso das crianças que usam sapatos com salto alto ou roupas que as deixam parecidas com mini-adultos. Também é o caso daquelas que são incentivadas a valorizar apenas o que é “de marca” ou o que custa muito caro. Vai nessa linha a polêmica sobre os limites que os pais devem ter para “embelezar “ os filhos, muitas vezes escravizando-os a padrões de beleza despropositais, ou mesmo tentando enquadrá-los às preferências que tem mais a ver com o mundo adulto. De repente o mundo todo diz que bonito é ter cabelo liso e, só porque sua filha não tem, e a sua cabeleireira garante que a nova escova progressiva não faz mal, tudo bem submetê-la ao procedimento? Moldar uma criança pra ser escrava da opinião alheia é transformá-la em adulto inseguro e com baixa auto-estima.

Mini-miss

imagemnobrasil

Quem assistiu ao filme pequena miss sunshine lembra das aventuras da pequena Olive para que a pequena participasse do concurso de beleza infantil , crítica a tais eventos o filme mostra nas cenas finais o qual o processo de ‘adultização’ precoce das crianças é preocupante ,principalmente nos Estados unidos onde as crianças se submetem a tratamentos estéticos radicais como bronzeamento artificial, próteses dentárias e capilar. Pra quem acompanha a programação do canal pago  TLC  já deve  ter se deparado com os programas Toodles and Tiara e Honey boo boo que mostram o universo que beiram ao bizarro desses concursos.

Aos poucos esses concursos vem crescendo no Brasil ,ao contrário dos concursos americanos , as candidatas a minimisses querem “a” coroa. Claro que muitas também desejam ser modelo ou atriz e veem a competição como, digamos, começo. No concurso brasileiro não há prêmio em dinheiro, nem garantia de algum tipo de contrato. O cenário não é tão exagerado quanto o dos concursos norte-americanos. Concursos infantis de beleza sempre provocam discussões (e, claro, opiniões e julgamentos por parte de todos nós): por que meninas tão jovens querem ser misses? É vontade delas ou das mães? Participar de disputas como essas atrapalha a relação delas com a vaidade e a beleza? Se é difícil para um adulto, imagine para uma criança. Com certeza há impacto na construção da identidade e da autoestima. De que maneira vai depender de muitos fatores.

1322583463_toddlers-tiaras-240

E os meninos? Com as mudanças nos papéis entre os gêneros, há um aumento da vaidade masculina. Eles valorizam mais um corpo bem torneado, estilos de cabelo e roupas. Mas ainda é díficil detectar excessos. Essa mudança na maneira de encarar a vaidade dos meninos geralmente envolve uma cobrança para que se cuidem. A palavra-chave é novamente o equilíbrio.

0118

O melhor jeito de ensinar é pelo exemplo. Se a mãe ou pai são extremamente vaidosos, podem reforçar esse comportamento nos filhos. Por isso, os pais devem saber dosar a preocupação com a vaidade e dar exemplos também da importância de outros valores como a inteligência, a honestidade, a humildade, etc. Mostrar que não é fundamental ter a roupa mais cara ou o carro da moda.

LEIA MAIS:

Por que meninas vestem rosa e meninos vestem azul?

Anúncios

Vá de bike!

Mais que um objeto de lazer, a bicicleta se tornou um meio de transporte, um veículo para ficar em forma e respeitar o meio ambiente a No entanto  poucos quilômetros de ciclovias, o perigo e o desrespeito com o ciclista são empecilhos para que a modalidade se desenvolva integralmente. Muita gente ainda não se conscientizou de que a bicicleta é um veículo de propulsão humana e tem seu direito assegurado por lei nas vias públicas.

Felizmente, algumas iniciativas pontuais têm surgido no sentido de facilitar a vida dos ciclistas. Ao contrário das ciclovias, esse tipo de iniciativa prevê o uso de uma das faixas das ruas e avenidas para trânsito exclusivo das bikes em dias e horários determinados. O que ainda é pouco para a demanda crescente por esse tipo de locomoção.

A iniciativa privada também tem dado sua colaboração para aliviar o caos da vida urbana. Nada que se compare ao que já existe em outros países da Europa (veja o quadro O Mundo sobre Duas Rodas), mas não dá para negar que qualquer movimento nesse sentido demonstra uma mudança de mentalidade em relação ao assunto. Um bom exemplo é o da Seguradora Porto Seguro, que idealizou alguns serviços com o objetivo de multiplicar ações socialmente responsáveis e estimular o transporte sobre duas rodas. Um deles é o Bike Serviços que encaminha funcionários de bicicleta para atender aos chamados de panes em veículos que não precisam de remoção, fazer vistoria e serviços residenciais de encanador e eletricista na zona sul do Rio de Janeiro, em Santos, São José dos Campos e Campinas, localizadas no Estado de São Paulo, e em alguns bairros da capital. Em comum, todas essas localidades têm uma alta densidade demográfica e um grande déficit de vagas para estacionar os carros.

Confira algumas dicas para aproveitar mais as vantagens desse excelente exercício
● Antes de começar a praticar, passe por uma avaliação médica. O ciclismo tem poucas contraindicações; precavenha-se.
● Durante o dia, use protetor solar e, no verão, prefira as roupas capazes de barrar, ao menos parcialmente, os raios UV. As queimaduras são incômodos comuns que atingem os ciclistas de primeira viagem.
● Informe-se, em sites especializados e com outros ciclistas experientes, sobre como escolher a melhor bicicleta para as suas características físicas, pois há muitos modelos disponíveis no mercado. Se possível, consulte um educador físico com experiência em ciclismo outdoor ou um bike fitter (grandes bicicletarias, em geral, indicam bons nomes). Esses profissionais também podem ajudá-lo a regular a altura do selim com precisão. “Muitos ciclistas referem dormência dos órgãos genitais durante a prática. Mas isso só acontece devido ao mal posicionamento do selim, em geral, quando ele está mais para cima do que deveria”, alerta o educador físico Luiz Antonio Domingues Filho.
● Pedale com roupas adequadas para a prática de exercícios físicos, largas e que permitam a transpiração. Nos dias frios, agasalhe-se em camadas, tomando o cuidado de proteger as extremidades, como as mãos e os pés. “Se a distância for longa, sugiro levar uma muda de roupa extra. A dica também vale para os dias chuvosos”, indica Matias Migiranon Mickenhagen, diretor financeiro da Ciclocidade (Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo).
● Tenha sempre uma garrafinha de água a tiracolo, para manter-se hidratado.
● Não exceda os limites do seu corpo. Comece devagar, pedalando pequenas distâncias e, depois vá aumentando gradativamente até alcançar seu objetivo.
 

 

 

Agora se você não puder parar de usar o carro uma alternativa para você contribuir com um trânsito com menos fluxo e carros  é  por exemplo você  oferecer carona  ou fazer rodízio com outros pais para levar e buscar as crianças na escola são pequenas atitudes que podem refletir em grandes mudanças!

LEIA TAMBÉM:

Vai pra rua menino! Os beneficíos de brincar ao ar livre

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte I

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte II

Coisas que só acontecem na casa da vovó

 

Quando o bebê vira criança? Veja alguns sinais que seu bebê cresceu!

Com mais ou menos um ano você nota que o bebê já não se diverte com as mesmas brincadeiras ,anda pela casa fica independente ,este um sinal que está deixando de ser um bebê ,Você pode verificar com o seu pediatra ou simplesmente perceber os sinais e descobrir quando, exatamente, os bebês se tornam crianças.

Aqui estão alguns desses  sinais de  que seu bebê parou de ser um bebê e se tornou definitivamente uma criança:

hematomas na testa


E outras contusões variados que nos fazem ficar assustados

Chaves

quando desaparecem as chaves,controle remoto e telefone celular.e nem adianta comprar os de brinquedos,porque não são tão divertidas quanto as reais

 Avião

Você pensou que um bebê chorando era a companheira a pior companheira  no avião?

o bebê chorando é mais velho, é uma criança!

Hora do banho

Ei, olha o que acontece quando eu coloquei minhas mãos no ar e, em seguida, as coloco   dentro da água. Mais e mais e mais rápido !
é engraçado e louco!

Choramingar

O choro torna-se menos freqüentes, mas específico. E mais alto.
Isso seria choramingar!

carrinhos de supermercado


Por que sentar neles pacificamente quando você pode usá-los como alavanca literal para pegar itens quebráveis ​​das prateleiras e vê-los quebrar de forma espetacular

padrão de sono


Os padrões de sono são para bebês. Sendo uma criança significa que os adultos terão que desenvolver a  capacidade  adivinhar a hora que a criança vai dormir e começar a falar :
Vai dormir menino!

Meu!


Veja aquela  coisa ali? Essa coisa que eu sempre quis, mas não conseguia alcançar e você não queria dar para mim?
Eu posso me mover agora, e eu posso alcançá-lo. E agora é meu.

Pôpô

Cocô de bebê? Bonito.
Cocô da criança? Ei, não é alguém a vez de mudar a fralda?

LEIA TAMBÉM:

Livros para bebês:veja o livro certo para cada fase

Vai pra rua menino! Os beneficíos de brincar ao ar livre

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte I

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte II

Coisas que só acontecem na casa da vovó

Manual de distração de crianças em viagens de carro

Planejar uma viagem é uma tarefa que exige um pouco tanto de cuidado,conferir se está tudo ok com a hospedagem, checar se tudo está certo com o carro,arrumar as malas mas quando dentre esses viajantes se encontra alguma criança aí sim que toda esta atenção tem que ser redobrada : conferir se o hotel ou a pousada optado (caso seja esse o meio de hospedagem escolhido)oferece uma infraestrutura e serviços para crianças como parquinho,monitores e etc,se há alguma atração para entrete-las.. No entanto momento mais decisivo da viagem com certeza é o deslocamento e é justamente para isso que este manual foi elaborado para ensinar o caminho das pedras para evitar que as crianças se cansem e fiquem entediadas e para que elas  não fique o tempo inteiro perguntando “falta muito?”, confira abaixo as  dicas. A diversão já começa antes mesmo de vocês chegarem lá!

Dicas preliminares:

Seja flexível
Conhecer lugares novos com uma criança pode ser uma experiência deliciosa, desde que você não seja rígida nos programas. Muito barulho e novidade podem estimular bebês além da conta, enquanto atividade demais costuma entediar ou cansar as crianças um pouco maiores.

segurança
Leve com vocês um kit básico de segurança.  Na viagem  de carro, verifique que a cadeirinha esteja instalada corretamente. Use telas especiais ou cortinas improvisadas na janela para evitar que o sol incomode. Algumas famílias vestem as crianças com cores vibrantes, assim, se perdê-las no meio de uma multidão, fica mais fácil procurar. Tem também quem coloque um cartãozinho de identificação no bolso da criança para o caso de um desencontro.

Fale sobre a viagem com antecedência
Crianças pequenas não costumam ter maiores problemas para se adaptar, mas um pouco de preparação antes da viagem não faz mal a ninguém. Mostre fotos do local a ser visitado, converse sobre com quem encontrarão e o que vão fazer de diferente durante alguns dias. Seu filho vai se basear em suas emoções: se demonstrar alegria pela viagem, é provável que ele faça o mesmo.

Faça paradas sempre que puder
Se Possível planeje algumas paradas ao longo do caminho para que seu filho possa esticar as pernas e correr um pouco. Vale até levar uma bolinha se tiver algum lugar seguro para jogar. Do contrário, deixe-o brincar solto. Tente encerrar a jornada o mais cedo possível, assim você não corre o risco da criança pegar no sono no final da tarde e querer depois ficar acordado até altas horas da noite .

Tenha sempre água e lanchinhos à mão
Estes são itens fundamentais para qualquer viagem. Crianças podem se desidratar rapidamente e nem sempre têm paciência de esperar pelo horário da refeição. Você pode colocar na sacola uma banana, um pão tipo bisnaguinha, algum cereal dentro de saquinhos e sucos de caixinha, por exemplo. Não se esqueça também dos lenços umedecidos (ou uma fralda de pano úmida, dentro de um saquinho) para limpar as mãos e de alguns sacos de plástico a mais para guardar a sujeira ou alguma camiseta que ficou muito lambuzada.

Distração na Viagem

Bebês:Móbiles

viajar na companhia de bebês é bem mais fácil e tranqüilo mas sempre leve algum brinquedo pequeno para entretê-lo, pendure-o no bebê no conforto ou na cadeirinha

Crianças maiorzinhas: kits diversão

Uma ótima opção para quem está viajando com crianças e não quer corrrer o riso de levar tralhas e tralhas é elaborar kits com itens de entretenimento favoritos  das crianças aí ela fica a vontade para escolher a atividade qual ela quer fazer para passar o tempo: Uma opção criativa é utilizar o porta-sapato como porta-treco de viagens ou fazer kits personalizados para as crianças.

Nesses kits podem conter:

-Leve fones de ouvido (que também podem ser usados na hora de ver algum filme) para que as crianças escutem as suas músicas prediletas. Se estiver no seu carro, você pode ligar o som e fazer coro com elas. O tipo de música pode ser desde canções infantis até aquelas preferidas pelos adultos – não importa, criança adora cantar junto;

-Escolha brinquedos silenciosos para não atrapalhar as outras pessoas, nem estressar a família. Jogos e bonecos são bons exemplos;

– Livros com ilustrações podem agradar bastante também, principalmente às crianças menores e revistas com atividades, canetas hidrocor e lápis de cor conseguem entreter por um bom tempo as crianças;

-Inclua também algumas surpresas embrulhadas separadamente e vá dando uma de cada vez. Crianças um pouco maiores se entretêm também colando adesivos em papéis.

Imaginação e Criatividade

Aqui é o momento de você participar também, Além do tradicional “adivinhar o formato das nuvens”, você pode propor que eles contem os carros, por exemplo. Diga algo como “agora é hora de ver quantos carros verdes tem na estrada” ou ” vamos contar quantos fuscas aparecem”. Com certeza eles ficarão com o rostinho no vidro por horas a fio. Se estiverem no avião ou no ônibus, brinque com seu filho de trava-línguas, joguinhos que utilizam as mãos ou aqueles de adivinhação em que você vai aos poucos dando dicas sobre o objeto ou animal que pensou – vocês vão dar boas risadas e fazer dessa viagem inesquecível!

LEIA TAMBÉM:

10 Brincadeiras  Ao ar livre para bebês menores de 1 ano – Parte II

10 Brincadeiras  Ao ar livre para bebês menores de 1 ano – Parte I

Coisas que só acontecem na casa da vovó

Porque meninas vestem rosa e meninos vestem azul?

Não é raro encontrar uma menina que ama a cor rosa tanto que ela queira usar apenas roupas  , pintar o quarto e brincar com  brinquedos e objetos desta cor .Seja no Brasil, Estados Unidos ou Coréia do Sul este fenômeno é muito comum entre as crianças de vários grupos étnicos, independentemente de suas origens culturais isto   influência de propagandas comerciais globais  destinadas a meninas e seus pais, como por exemplo a Barbie universalmente popular e produtos  da Hello Kitty que se tornou uma tendência moderna,condicionando o  subconsciente e inconsciente de meninas e meninos  em um universos maniqueísta: O azul e O rosa.


Mas nem sempre foi assim(como muitos hábitos que parecem já vieram prontas para ao mundo mas pelo contrário foram criados por algum interesse ) a cor rosa inicialmente  era uma cor associada à masculinidade, considerado um aguado vermelho e tinha o poder associado com essa cor( a cor vermelha tem os seguinte valores a ela atribuídas: dinamismo, força, baixeza, energia, revolta, movimento, barbarismo, coragem, furor, esplendor, intensidade, paixão. Sendo o rosa derivado desses mesmos valores). Em 1914, The  Sunday Sentinel , um jornal americano, aconselhou as mães a “usar rosa para o menino e azul para a menina, se você é um seguidor de convenção.” A mudança de cor de rosa para as meninas e azul para os meninos aconteceram na América e em outros lugares somente após a Segunda Guerra Mundial. Como a sociedade moderna entrou exaustão política no  século XX , o conceito de igualdade de gênero emergiram e, como resultado, reverteu a perspectiva sobre as cores associadas a cada um dos sexos, bem como as ligações superficiais que a elas associadas. Hoje, com os efeitos da publicidade sobre as preferências do consumidor, esses costumes de cor são um padrão mundial.
Os objetos rosa que preenchem as  imagens das meninas e seus acessórios revelam uma expressão penetrante e culturalmente manipulada de feminilidade e um desejo de ser visto sendo   o mesmo o que acontece com os meninos em relação a representação da masculinidade através da cor azul.


Isto também reflete nas diferenças entre os objetos  de  meninos e  objetos de meninas  que  estão divididos e afetam o seu pensamento e padrões de comportamento. Muitos brinquedos e livros para as meninas são rosa, roxo ou vermelho, e estão relacionadas a tornar-se, vestir-se, cozinhar, e assuntos domésticos. No entanto, a maioria dos brinquedos e livros para os meninos são feitos de diferentes tons de azul e  estão relacionadas com robôs, ciência, indústria, dinossauros, etc .Este é um fenômeno tão intenso como a mania de Barbie. Sendo estes tipos de diretrizes divididas para os dois sexos que afetam profundamente identificação das crianças do grupo de gênero e de aprendizagem social,e a consequência disto podemos ver mais tarde por exemplo   nas universidades onde homens são maioria nas ciências exatas engenharia,física,bioquimíca etc ( O construir ,raciocínio lógico omo valores masculinos)e as mulheres nos cursos de humanas :letras,pedagogia,psicologia etc (o cuidar , O ensinar como valor feminino).

As meninas e meninos crescem, e eles não vai ser tão obcecado com a cor rosa ou azul ,no entanto, a associação original com o código de cores, muitas vezes permanece. Os condicionando a um mundo dividido (e retrográdo) ao invés de compartilhar um universo de experiências ( e cores) que os fariam crescer individualmente e preincipalmente coletivamente ,onde um brinquedo não seria classificado como de menino ou menina mas apenas um brinquedo.

LEIA TAMBÉM:

Roupas descoladas para crianaças – Dicas para dar adeus a mesmice da moda infantil!