Arquivo da tag: cinema

Cultura Pop para crianças

A maioria das pessoas relaciona a palavra educação a algo estritamente erudito e tradicional e é tentando quebrar esse paradigma que vou indicar alguns títulos que mostram a cultura pop não apenas como entretenimento mas também uma boa fonte de conhecimento e valores. Então aqui vão algumas dicas de alguns livros que conseguiram traduzir esse universo para os pequenos:

1. Rock para pequenos 

O livro nasceu da união entre duas paixões: rock e crianças. Sem muita firula, com textos diretos e ilustrações coloridas, o livro apresenta para os pequenos esse incrível mundo do rock e alguns dos seus ícones.

sabendo  como é difícil ensinar bons hábitos/maneiras para as crianças, e por isso usou a tática de mostrar os ídolos como bons exemplos. Assim, Hendrix incentiva a escovação dos dentes, Elvis recomenda cabelos bem penteados e Bowie mostra a importância de respeitar as diferenças.

 

rock_baby livro-infantil-rock-bowie

O encanto visual de “Rock Para Pequenos” é fornecido pelo traço do ilustrador mineiro Lucas Dutra. Ele deu vida e cores aos ídolos escolhidos pela autora, acrescentando detalhes que certamente vão agradar os pais roqueiros, que não resistirão a dar uma boa espiada no livro dos filhos. Eles vão curtir a caricatura estilosa do Joey Ramone, os detalhes na roupa do Steve Harris (camiseta do West Ham!) ou o cuidado de retratar o Chuck Berry com o modelo exato de guitarra que ele usa.

“Rock Para Pequenos: Um Livro Ilustrado Para Futuros Roqueiros” é o primeiro lançamento de literatura infantojuvenil da Edições Ideal. A temática relacionada ao universo do rock and roll vem para honrar a vocação e o direcionamento da editora, mostrando que a tradição dos bons sons pode ser cultivada desde o berço.

 

2. Cinema para pequenos 

311765-600x600-1 965459_616686121696601_540053608_o

 

 

Depois de enfrentar Lorde Voldemort, Harry Potter luta contra o bullying em “Cinema para Pequenos: Um Livro Ilustrado para FuturosCinéfilos”, segundo livro da dupla Laura Macoriello e Lucas Dutra, autores de “Rock Para Pequenos”

“Harry é um aprendiz de bruxo, usa óculos e é muito atrapalhado, mas isso não importa, pois ele ainda será um grande bruxo!”, escreve a autora no texto de “Harry Potter e a Pedra Filosofal”.

Como em “Rock Para Pequenos”, Macoriello recorre aos ídolos da cultura pop para ensinar hábitos saudáveis, conviver com as diferenças e exercer a cidadania.

Além do bruxo da série de J.K. Rowling, Jack Sparrow (de”Piratas do Caribe ) mostra como a conversa é a melhor saída para os problemas. Neo (Matrix” ), senhor Miyagi (Karate Kid” ), Indiana Jones (“Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida ), Ferris Bueller (Curtindo a Vida Adoidado ), Coringa (Batman ), Doutor Emmett Brown (De Volta para o Futuro ) e Benjamim (“O Palhaço ) também estão no livro.

311766-550x365-1

311767-640x480-1

 

 

3. Pop art:

 

0,,56573696,00

Um mundo repleto de cores, formas, texturas e sentimentos. Esse é o cenário do livro-brinquedo, Onde Está o Urso da Amizade?, de Romero Britto. Em sua primeira obra infantil, lançada no Brasil, ele já lançou o livro My Alphabet Playbook nos Estados Unidos, o artista plástico pernambucano convida às crianças a viajar a partir de seus traços multicoloridos.

espero que tenham gostado das dicas ,até mais!

 

Detona Ralph o filme das férias

Filme-Detona-Ralph-clipe

Detona Ralph”, nova animação da Disney, promete ser o filme dessas férias  com a promessa de unir gerações é um convite a uma visita ao passado, quando videogames eram mais simples em sua forma e conteúdo, e mais ingênuos também.

Esse, de certa forma, é o subtexto do filme: a perda da inocência. O personagem-título, Ralph (dublado por John C. Reilly, na versão original, e Thiago Abravanel, na versão nacional) está em crise, e quer mudar. O problema é que sua mudança implica em desestabilizar todo o universo do videogame onde mora e desempenha a mesma função desde que foi criado.

Ralph é uma espécie de destruidor, que, com sua força, quebra tudo o que vê pela frente, e existe apenas em função do herói, Felix (Jack McBrayer/Rafael Cortez), que com seu martelo conserta tudo o que o inimigo quebrou. O que “Detona Ralph” permite às figuras de videogames é o mesmo que “Toy story” proporcionava aos brinquedos: dá vida a eles, uma história passada, emoções e experiência. Pode-se ver os seres inanimados com outros olhos. A crise de identidade de Ralph é comum aos personagens Disney que, ao fim, vão chegar ao mesmo ponto de partida, mas mudados – ou seja, estão no lugar certo, precisam apenas de alguns ajustes.

5 ÓTIMOS motivos para todo mundo conferir esse filme nas férias:

1º) Um filme sobre videogames para jogadores de videogames
“Detona Ralph” já ganha o público no começo do filme, ao exibir a clássica abertura da Disney em 8-bit!
O filme mostra a transformação dos games ao longo dos anos, e como é a nossa relação com os personagens criados, sucessos que se tornam clássicos e sucessos que desaparecem sem deixar vestígios. O que torna um jogo bom? Jogabilidade? Gráficos? Personagens? Roteiro? É divertido ver como os diferentes estilos de games se chocam ao longo do filme, criando um ambiente apaixonante para qualquer amante de videogames.

 

Como não se apaixonar?

2º) Os clássicos nunca morrem
O filme faz questão de mostrar vilões clássicos, como Robotnik, Bowser, Zangief, os fantasmas do Pac Man e muitos outros. Outro ponto forte da animação é a saga de Ralph para se tornar um “herói”, lembrando muito bem os 12 Passos do Herói criados pelo historiador Joseph Campbell.
Além disso, outros personagens e ícones conhecidos são citados ao longo do filme, como o próprio Mario, um controle da Nintendo e outros objetos que, com certeza, vão trazer boas lembranças ao gamers das antigas (e talvez gerar uma curiosidade para os gamers mais novos).

Zamgief contando como é dura a vida de vilão.

Zamgief contando como é dura a vida de vilão.

3º) Arte + Roteiro = fórmula do sucesso
Normalmente as animações da Disney costumam pecar no quesito roteiro e acertar no visual. “Detona Ralph” parece ter encontrado a equação perfeita para esse equilíbrio. Com uma história contagiante e uma arte impecável (com influência em 8 e 16 bits), dá pra ver que cada detalhe visual do filme foi milimetricamente pensado para se encaixar no roteiro e no ambiente criado. Se você está em busca de uma animação para passar o tempo, vai se surpreender com o roteiro.

A transformação de Ralph!

A transformação de Ralph!

4º) Disney e seu poder de nos emocionar
Atire a pedra aquele que nunca derrubou UMA FUCKING LÁGRIMA ao ver Simba chorando a morte do pai, em o Rei Leão. Pois é, a Disney continua não perdendo a mão e consegue emocionar com “Detona Ralph”. O filme mostra os personagens tomando decisões difíceis, entrando em conflitos e questionando seus valores. E vou confessar: quase chorei 3 vezes no cinema. #julguem
Se você chorou em Toy Story 3, prepare-se e leve uma caixinha de lenço para assistir “Detona Ralph”.

Ao longo do filme, Ralph conhece Venellope: uma personagem que conquista <3

Ao longo do filme, Ralph conhece Venellope: uma personagem que conquista ❤

5º) Easter eggs. Easter eggs everywhere.
Acima de tudo, “Detona Ralph” é uma animação divertida e gostosa de ser assistida. É aquele tipo de filme que te faz sair bem do cinema, querendo conversar com todo mundo sobre os personagens e ícones mostrados na telona. E é aí que os Easter Eggs entram! Ao longo do filme, é possível notar aparições de VÁRIOS personagens famosos, de diferentes games. É muito legal estar assistindo ao filme e de repente notar a Chun-Li como figurante em uma cena! =P

LEIA TAMBÉM:

Especial  101 maneiras de se divertir com as crianças: Bricando de cinema

Clube do filme

Clube do filme – As escolas no cinema

Clube do filme -Imaginação

Conheça o Cinema São Luiz

CineMaterna

Cinema: 31 minutos – O filme

Pipoca colorida!

 

especial 101 maneiras de se divertir com as crianças :Brincando de cinema

claquete

Filmes são divertidosmas ficam ainda mais quando fazemos parte da estória e é justamente isso que você pode fazer com a criançada.aqui vamos aprender três técnicas (duas de aniamação) super  criativas para os pequenos cineastas.

1. Flipbook –Quando se pensa em animação, logo vem a cabeça a idéia de que é preciso ser um exímio desenhista. Não é verdade. Você pode criar animação com aqueles desenhos que ficava fazendo nas páginas do caderno escolar.

flipbookIsso mesmo. Até bonecos de palitinho servem. Animação é criar a ilusão de movimento. Abaixo, exemplo de animação criado pelo Gustavo, meu aluno de animação, a partir de 12 desenhos. Repare na simplicidade dos desenhos. O importante aqui é a ilusão de movimento, que é percebida após os desenhos serem vistos em sequência, como em um Flipbook – Um flip book é uma coleção de imagens organizadas seqüencialmente, em geral no formato de um livreto para ser folheado dando impressão de movimento, criando uma seqüência animada sem a ajuda de uma máquina – no exemplo abaixo, foi usado o software Adobe After Effects para montar as imagens em sequência.

Exemplo AQUI

PASSO A PASSO de flipbook AQUI 

2.Stop Motion e Pixilation,

por exemplo, são técnicas de animação que não envolvem desenho algum. São divertidíssimas e bastante fáceis de aprender e praticar em casa. O Stop Motion é uma das primeiras técnicas de animação que se tem notícia. Consiste em movimentar um objeto que pode ser feitos massa de modelar ,brinquedos… em pequenos incrementos e fotografá-lo quadro a quadro. Estes quadros são montados, em sequência, utilizando software de edição de video, criando, assim, a impressão de movimento.

Exemplo AQUI

PASSO A PASSO stop motion AQUI

Stop Motion Iluminacion

No Pixilation, que é muito parecido com o Stop Motion,  usamos pessoas ao invés de objetos. O resultado final são movimentos impossíveis de serem reproduzidos filmando a 30 quadros por segundo. Alguns exemplos bastante utilizados são pessoas deslizando pelo chão, flutuando no ar, atravessando portas, aparecendo e desaparecendo. A criatividade  é o único limitador.

cake-lego-stop-motion-490

Dicas para fazer em casa com os amigos:

▪                Utilize tripé.

▪                Não movimente a camera.

▪                Prefira filmar ou fotografar em ambientes onde é possível controlar a luz.

▪                O fundo deve ter pouco ou nenhum movimento.

▪                Começe com algo simples e vá avançando para projetos mais ambiciosos.

Dicas avançadas:

▪                Defina uma taxa de 6 a 15 quadros por segundos nas configurações da linha de tempo (timeline), dependendo do número de imagens e velocidade desejada.

▪                Cada foto ou desenho pode ter uma duração de até 3 quadros, para um efeito mais estroboscópico e, principalmente, se a animação tiver poucas fotos ou desenhos.

▪                Para uma animação mais fluída, opte por uma duração de 1 a 2 quadros e um número maior de fotos ou desenhos. Defina uma taxa de 12 ou mais quadros por segundo.

▪                Utilize uma trilha musical e efeitos sonoros para adicionar vida às suas animações.

Em um próximo post, vamos falar sobre os 12 princípios básicos de animação, e como eles podem ajudar na evolucão de suas animações.
Animação é tentativa e erro. Pratique. Dê vida a tudo que você imaginar!

utilzano  o windowns movie maker Primeiro você precisa ter as fotos e a história e tirar cada foto um pouco de movimento,logo depois te-lás no computador para animar.Existem vários programas que animam mas é tão fácil que até o Windows Movie Maker é possivél criar videos.
É Claro que para isso você precisa configurar-ló.

Vá em Ferramentas e Opções
em avançado depois digite a duração q a imagem vai ter na tela e o tempo q ela vai demorar na transição, é bem menos q um segundo tipo 0,200.
Feito isso é só adicionar as imagens em ordem e ver como ficou sua animação Stop Motion.

 3.Filmando estorinhas

higi

hoje qualquer pessoa tem a facilidade de ter um despositivo que filma pode ser celular,câmera digital ,webcam ,pocketcam enfim uma infinidade de opções ,que tal juntar a criançada  e fazer um filme cumprindo as mesmas etapas  de um filme de verdade!

1 passo: roteiro – com certeza é uma das etapas mais divertidas com papel e lápis convoque a criançada pra criar uma estória ,com personagens e o ambiente onde acontece as cenas ou melhor ainda adapte a estória favorita da turma

2 passo: produção – nessa etapa separe a atividades de cada um na produção do filminho ,os responsáveis pelo figurino,pelo cenário ,pelos efeitos especias,filmagem etc nessa etapa a ideia é de todos colocar a mão na massa.

3 passo : luz ,câmera …Ação!  é a etapa de execução,é o resultado do trabalho em equipe realizado anteriormente

4 passo : exibição  O trabalho em equipe reaparece novamente .com o filme pronto ,produzam o cartaz convide os amiguinhos façam a pipoca .um adulto fica responsável pela parte técnica da exibição,que pode ser realizada na conexão da tv com o computador através do cabo HDMI ou através de um projetor.daí é só diversão!

LEIA TAMBÉM:

Clube do filme

Clube do filme – As escolas no cinema

Clube do filme -Imaginação

Conheça o Cinema São Luiz

CineMaterna

Cinema: 31 minutos – O filme

Pipoca colorida!