Vá de bike!

Mais que um objeto de lazer, a bicicleta se tornou um meio de transporte, um veículo para ficar em forma e respeitar o meio ambiente a No entanto  poucos quilômetros de ciclovias, o perigo e o desrespeito com o ciclista são empecilhos para que a modalidade se desenvolva integralmente. Muita gente ainda não se conscientizou de que a bicicleta é um veículo de propulsão humana e tem seu direito assegurado por lei nas vias públicas.

Felizmente, algumas iniciativas pontuais têm surgido no sentido de facilitar a vida dos ciclistas. Ao contrário das ciclovias, esse tipo de iniciativa prevê o uso de uma das faixas das ruas e avenidas para trânsito exclusivo das bikes em dias e horários determinados. O que ainda é pouco para a demanda crescente por esse tipo de locomoção.

A iniciativa privada também tem dado sua colaboração para aliviar o caos da vida urbana. Nada que se compare ao que já existe em outros países da Europa (veja o quadro O Mundo sobre Duas Rodas), mas não dá para negar que qualquer movimento nesse sentido demonstra uma mudança de mentalidade em relação ao assunto. Um bom exemplo é o da Seguradora Porto Seguro, que idealizou alguns serviços com o objetivo de multiplicar ações socialmente responsáveis e estimular o transporte sobre duas rodas. Um deles é o Bike Serviços que encaminha funcionários de bicicleta para atender aos chamados de panes em veículos que não precisam de remoção, fazer vistoria e serviços residenciais de encanador e eletricista na zona sul do Rio de Janeiro, em Santos, São José dos Campos e Campinas, localizadas no Estado de São Paulo, e em alguns bairros da capital. Em comum, todas essas localidades têm uma alta densidade demográfica e um grande déficit de vagas para estacionar os carros.

Confira algumas dicas para aproveitar mais as vantagens desse excelente exercício
● Antes de começar a praticar, passe por uma avaliação médica. O ciclismo tem poucas contraindicações; precavenha-se.
● Durante o dia, use protetor solar e, no verão, prefira as roupas capazes de barrar, ao menos parcialmente, os raios UV. As queimaduras são incômodos comuns que atingem os ciclistas de primeira viagem.
● Informe-se, em sites especializados e com outros ciclistas experientes, sobre como escolher a melhor bicicleta para as suas características físicas, pois há muitos modelos disponíveis no mercado. Se possível, consulte um educador físico com experiência em ciclismo outdoor ou um bike fitter (grandes bicicletarias, em geral, indicam bons nomes). Esses profissionais também podem ajudá-lo a regular a altura do selim com precisão. “Muitos ciclistas referem dormência dos órgãos genitais durante a prática. Mas isso só acontece devido ao mal posicionamento do selim, em geral, quando ele está mais para cima do que deveria”, alerta o educador físico Luiz Antonio Domingues Filho.
● Pedale com roupas adequadas para a prática de exercícios físicos, largas e que permitam a transpiração. Nos dias frios, agasalhe-se em camadas, tomando o cuidado de proteger as extremidades, como as mãos e os pés. “Se a distância for longa, sugiro levar uma muda de roupa extra. A dica também vale para os dias chuvosos”, indica Matias Migiranon Mickenhagen, diretor financeiro da Ciclocidade (Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo).
● Tenha sempre uma garrafinha de água a tiracolo, para manter-se hidratado.
● Não exceda os limites do seu corpo. Comece devagar, pedalando pequenas distâncias e, depois vá aumentando gradativamente até alcançar seu objetivo.
 

 

 

Agora se você não puder parar de usar o carro uma alternativa para você contribuir com um trânsito com menos fluxo e carros  é  por exemplo você  oferecer carona  ou fazer rodízio com outros pais para levar e buscar as crianças na escola são pequenas atitudes que podem refletir em grandes mudanças!

LEIA TAMBÉM:

Vai pra rua menino! Os beneficíos de brincar ao ar livre

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte I

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte II

Coisas que só acontecem na casa da vovó

 

Anúncios

Quando o bebê vira criança? Veja alguns sinais que seu bebê cresceu!

Com mais ou menos um ano você nota que o bebê já não se diverte com as mesmas brincadeiras ,anda pela casa fica independente ,este um sinal que está deixando de ser um bebê ,Você pode verificar com o seu pediatra ou simplesmente perceber os sinais e descobrir quando, exatamente, os bebês se tornam crianças.

Aqui estão alguns desses  sinais de  que seu bebê parou de ser um bebê e se tornou definitivamente uma criança:

hematomas na testa


E outras contusões variados que nos fazem ficar assustados

Chaves

quando desaparecem as chaves,controle remoto e telefone celular.e nem adianta comprar os de brinquedos,porque não são tão divertidas quanto as reais

 Avião

Você pensou que um bebê chorando era a companheira a pior companheira  no avião?

o bebê chorando é mais velho, é uma criança!

Hora do banho

Ei, olha o que acontece quando eu coloquei minhas mãos no ar e, em seguida, as coloco   dentro da água. Mais e mais e mais rápido !
é engraçado e louco!

Choramingar

O choro torna-se menos freqüentes, mas específico. E mais alto.
Isso seria choramingar!

carrinhos de supermercado


Por que sentar neles pacificamente quando você pode usá-los como alavanca literal para pegar itens quebráveis ​​das prateleiras e vê-los quebrar de forma espetacular

padrão de sono


Os padrões de sono são para bebês. Sendo uma criança significa que os adultos terão que desenvolver a  capacidade  adivinhar a hora que a criança vai dormir e começar a falar :
Vai dormir menino!

Meu!


Veja aquela  coisa ali? Essa coisa que eu sempre quis, mas não conseguia alcançar e você não queria dar para mim?
Eu posso me mover agora, e eu posso alcançá-lo. E agora é meu.

Pôpô

Cocô de bebê? Bonito.
Cocô da criança? Ei, não é alguém a vez de mudar a fralda?

LEIA TAMBÉM:

Livros para bebês:veja o livro certo para cada fase

Vai pra rua menino! Os beneficíos de brincar ao ar livre

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte I

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte II

Coisas que só acontecem na casa da vovó

Clube do filme – Matilda

Hoje vou  falar de   um dos melhore filmes da minha infância fazendo que eu assista até hoje quando passa na tv:Matilda,que  é  adaptação do livro homônimo de  Roald Dahl  e dirigido por Danny Devitto e conta a estória de uma criança brilhante de apenas seis anos, que cresceu em meio a pais grosseiros e ignorantes. Seu pai Harry (Danny DeVito) trabalha como vendedor de carros, enquanto que sua mãe Zinnia (Rhea Perlman) é dona de casa. Ambos ignoram a filha, a ponto de esquecerem de matriculá-la na escola. Desta forma Matilda fica sempre em casa ou na livraria, onde costuma estimular sua imaginação. Após uma série de estranhos eventos ocorridos em casa, quando Matilda descobre que possui poderes mágicos, Harry resolve enviá-la à escola. O local é controlado com mão de ferro pela diretora Agatha Trunchbull (Pam Ferris), o que faz com que Matilda apenas se sinta bem ao lado da professora Honey (Embeth Davidtz), que tenta ajudá-la o máximo possível.uma ótima estória,que mostra que ser diferente,ser especial,não é ruim e principalmente demonstra o papel do livro durante a infância.Um filme para toda a familía.Vale a pena ver.

 

LEIA TAMBÉM:

Clube do filme

Clube do filme – As escolas no cinema

Clube do filme -Imaginação

Conheça o Cinema São Luiz

CineMaterna

Cinema: 31 minutos – O filme

Pipoca colorida!

 

 

É de comer? não! veja como arrumar os bodies do seu bebê lindos como um cupcake

A ideia é fazer esses cupcakes de macacão para sair da mesmice na hora de dar um presente para uma amiga querida que está esperando um bebê mas fica uma charme para quem quer deixar o guarda-roupa da pequena uma doçura!

Você vai precisar:

Caixa de embalagem de cupcake

forminhas de cupcake

Bodies de cores diversas

meias

fita adesiva

MODO DE FAZER:

  • Dobre cada  macacão longo  duas vezes sobre si mesmo;
  • em seguida, tomar uma meia e deixa a parte superior da área da biqueira;
  • role a meia firmemente no meio do macacão para criar a forma do bolinho. O meia se torna a cereja, e o macacão fica em forma de  cupcake;
  • Enquanto mantém o cupcake-macacão  laminados, pegue um pedaço de fita adesiva transparente para fixar;
  • Coloque na forminha e na caixa do cupcake.

VEJA ABAIXO O PASSO-A-PASSO

LEIA MAIS :

DIY estrelinhas de papel

Faça você mesma: Jogo no saquinho

4 dicas super criativas para organizar os livros da criançada

Horta sensorial para crianças – Nem precisa ter quintal!

Caça ao tesouro!

1 Caixa de papelão e 5 brinquedos super divertidos

Fruta Cremosa

Delícia certa para o verão, as frutas ganham cara e gosto de férias quando misturadas com um pouco de sorvete. A receita simples e saudável!

 

 

Creme de manga

Tempo de preparo: 20 minutos
Rendimento: 3 porções

Ingredientes:
1 manga tipo tommy
2 bolas de sorvete de creme

Como fazer:
Tire o sorvete do congelador para que ele fique um pouco mais mole. Enquanto espera, descasque a manga e pique em pedaços. Peça para o seu filho ajudar a colocar a fruta no liquidificador e bata até misturar bem.

 Raoni Maddalena

Dica
Você pode fazer a receita com outras frutas que gostar. Fica bom com mamão ou banana, mas você pode testar com pêssego, figo fresco ou kiwi. Se quiser um creme mais líquido, acrescente um pouco de leite.

Pipoca colorida!

Lego de gelatina

Festa de aniversário no quintal

Como fazer um piquenique perfeito

É dia de feira

Coisas que só acontecem na casa da vovó

 

Brincadeiras de ontem que divertem até hoje

Tem brincadeiras que passam de geração em geração e ainda divertem muito,pode ser no quintal,na pracinha ou no parque … Seja onde for o importante é se divertir

 

1.Amarre barbantes de cores diferentes em pés de mesas firmes ou, se tiver um quintal, em dois pilares. Forme obstáculos para seu seu filho ultrapassar. Amarre um sino – ou guizo- em um deles. Nesse jogo que lembra a camade gato (em que fios são entrelaçados com as mãos), as crianças devem atravessar o emaranhado sem tocar nas linhas – se balançar, o sino toca!

2.Qual criança não gosta de pular corda, não é mesmo? Elas podem usar uma individual para treinar, mas é ainda mais divertido brincar em grupo. Para variar, use duas cordas de uma só vez: cada uma vai em um sentido, e a criança pula as duas juntas (ou com um pé de cada vez). Vocês também podem aumentar a velocidade aos poucos, marcar o ritmo da batida com música, ou combinar que vale girar, pular de um pé só e até se agachar.

3.Puxe pela memória: tem coisa mais legal do que brincar de guerra de travesseiros? Tudo começa em uma noite em que a família está sem sono. De repente, um travesseiro acerta a barriga de alguém e, então, a confusão começa! Pai, mãe, irmãos, primos e até o cachorro podem entrar na brincadeira. A dica é escolher travesseiros bem macios para não machucar e deixar a bagunça tomar conta do quarto. Todo mundo vai se divertir!

4.Quem chegar por último é a mulher do sapo! Toda criança gosta de apostar corrida. Se for pulando dentro de um saco, é mais divertido

5.Aqui vai uma ideia assustadoramente fácil. Um pega-pega fica todo diferente se o pegador for um fantasma bem branquinho. Basta usar um lençol com uma abertura para os olhos na frente, um furo de cada lado para colocar os braços e recortar para que fique do tamanho das crianças e elas não tropecem. Prepare-se para ouvir muito mais gritos e risadas de sustos e alegria!

6.Olho no olho, não pode rir, nem falar ou piscar. Quem desistir primeiro, perde. As crianças adoram brincar de sério. Imagina, ver quem tem mais poder de concentração (ou de desconcentrar o adversário!), um irmão ou outro? Ele ou você? Ou será o amigo? Dá para brincar em qualquer lugar – até no carro – e quem ganhar pode ser chamado de chefe pela seriedade…

 

LEIA TAMBÉM:

Festa de aniversário no quintal

Vai pra rua menino! Os beneficíos de brincar ao ar livre

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte I

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte II

Coisas que só acontecem na casa da vovó

Como fazer um piquenique perfeito

É dia de feira!

DIY estrelinhas de papel

 

1. Corte várias tiras de papel bem finas e compridas. O ideal é que o papel seja mais durinho, tipo cartolina.

 

 

2. Faça um nó simples em um dos cantos da tirinha. Vai ficar assim:

 

 

3. Rasgue a ponta menor até que fique curtinha e coloque para dentro.

 

 

4. Pegue agora a aba maior e vá fazendo voltas por cima da estrela, sem apertar muito.

5. No final, coloque a pontinha da aba para dentro.

6. Aperte os lados com os dedos e as unhas e pronto, sua estrelinha está pronta!

Agora faça outras, várias outras, e decore seu quarto, sua mesa, sua estante…

 

LEIA MAIS:

Faça você mesma: Jogo no saquinho

4 dicas super criativas para organizar os livros da criançada

Horta sensorial para crianças – Nem precisa ter quintal!

Caça ao tesouro!

1 Caixa de papelão e 5 brinquedos super divertidos

Dia de sol é dia de praia

Os dias de frio acabando e os dias ficando cada vez mais quente e pra quem mora no litoral não tem programa mais legal ( e óbvio)do que juntar os amigos e passar um dia super divertido.para a criançada é a oportunidade de brincar na areia construindo castelos e torres ,catando Siri, tatuí, estrela-do-mar,bichinhos que só encontramos lá!

Aqui em Recife temos duas praias a de Boa Viagem e a do Pina, mas temos a sorte de Pernambuco ter outras dezenas de praias cada uma mais linda que a outra.

 

Só que a tão desejada diversão  pode se tornar um pesadelo caso alguns cuidados não sejam tomados. Para que você possa curtir a viagem com mais tranquilidade, relembramos aqui as situações mais comuns que podem acabar com o passeio.

 

O primeiro cuidado é o uso do protetor solar. Sim, parece o básico, mas muitos pais esquecem deste básico! Para os baixinhos, o ideal é o uso dos protetores ou bloqueadores solares com fator de proteção 50 e 60 e evitar a exposição ao sol mais forte das 10h às 16h. Se isto for realmente impossível, as crianças devem vestir camisetas e usar bonés para maior proteção. Não se esqueça de passar protetor nos pés e orelhas, pois são partes bastante sensíveis e que ficam muito expostas.

Atenção: muito sol pode acabar em insolação, que pode levar à morte. O corpo perde a capacidade de controlar a sua temperatura, que sobe muito rápido. Como o mecanismo da transpiração falha, o corpo não consegue se resfriar, o que pode causar danos ao cérebro ou órgãos vitais. Temperatura corporal muito alta, pele vermelha e seca, forte dor de cabeça, tontura e náuseas são alguns dos sinais de insolação. Caso isto aconteça, tente resfriar o corpo da criança e providencie socorro rapidamente. Para evitar esta situação, dê bastante líquido – preferência para água, sucos e água de coco –, evite a exposição ao sol forte e atividade física nas horas mais quentes do dia.

Os afogamentos ocorrem com frequência, inclusive com crianças que sabem nadar. Os principais cuidados são: evitar refeições pesadas durante o dia e esperar cerca de três horas depois do almoço para liberar as crianças ao banho de mar; nunca deixá-las sozinhas na água e fazê-las usar boias e braçadeiras.

Também são muito comuns casos de crianças perdidas. Neste caso, o uso de pulseiras de identificação, com o nome e telefone dos pais, é uma boa medida de segurança. Além disso, você deve orientar seu filho a, caso ele se perca, procurar uma viatura policial ou um policial fardado e nunca sair da praia com um desconhecido, mesmo que ele diga que sabe aonde você está. E, ainda, assim que você chegar na praia, escolher, junto com seu filho, um lugar de destaque, onde ele ficaria, caso se perdesse, esperando por você.

Outras precauções importantes: uso de roupas leves, com preferência para as de algodão, para que as crianças possam transpirar normalmente; ingestão de bastante água – filtrada ou fervida –, para evitar a desidratação; cuidados com a alimentação – comer alimentos leves e de onde você conheça a procedência. Os alimentos vendidos na praia nem sempre são uma boa opção por estarem, na maioria dos casos, há muito tempo expostos ao calor e à areia.

 

LEIA TAMBÉM:

A praça é sua. Ocupe-a!

Vai pra rua menino! Os beneficíos de brincar ao ar livre

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte I

10 Brincadeiras ao Ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte II

Coisas que só acontecem na casa da vovó

Como fazer um piquenique perfeito

É dia de feira!

 

Inhotim -Um museu de novidades

 

Zapeando a tv a noite eis que me deparo com uma matéria sobre um lugar inacreditável chamado Inhotim – Instituto de arte contemporânea e Jardim botânico o lugar que para alguns teria a vocação pra ser o lugar mais chato do mundo surpreende quem o vê.Localizado em Brumadinho, próximo à capital Mineira Belo Horizonte ,  é um dos centros artísticos mais importantes do país e é  considerado o maior centro de arte ao ar livre da America Latina.

Para aqueles que gostam de arte e natureza o centro possui um acervo destacado com 450  obras de artistas brasileiros e estrangeiros: Oiticica, Vik Muniz e Zhang Huan; além de uma paisagem incrível.  A dimensão do lugar, e a relação das obras com o espaço fazem dessa, uma experiência única. Com área de 102 hectares de jardins paisagísticos projetados por Burle Marx, 17 galerias estão “espalhadas” pelo local que apresentam trabalhos de artistas contemporâneos.  Entre uma galeria e outra o visitante interage com as obras e  o paisagismo e beleza natural do lugar promovendo o diálogo entre o artista e o público.

E essa interação entre o visitante e arte que é  o charme do Inhotim ,qual é o museu que você pode dar um mergulho na piscina? Acredito que nenhuma. A arte de Inhotim mexe com todos os sentidos. As obras que emitem sons, provocam visões, sensações, cheiros e aguçam até o paladar, atraem visitantes do mundo inteiro .

Em uma das obras, o reflexo no vidro distorce a imagem e o visitante se diverte até com o que não gostaria de ver.Se você e sua família tiver perto da região este é um programa obrigatório. para mais informações confira o site AQUI

Beijos até a próxima!

 

LEIA TAMBÉM:

Crianças e teatro

A praça é sua. Ocupe-a!

Como estimular a visita de museus históricos em crianças

Exposição de arte: Educação e diversão para crianças e adultos

Clube do filme

É dia de feira

 

Faça você mesmo :Jogo no saquinho

Olha que legal esse joguinho pra você levar e brincar em qualquer lugar !

Você vai precisar:

  • Pequenos brinquedos ou pedrinhas
  • borracha
  • linha
  • lápis
  • tesoura
  • Tecido ou lona
  • e tinta spray.

1.Primeiro Para começar, tinta spray em brinquedos. Como de costume quando se usa tinta spray são algumas coisas que você deve considerar. A cor é muito difícil de remover, assim não pulverizar sobre as superfícies que você teme ser danificadas. O cheiro de tinta também é muito forte, e que é melhor estar ao ar livre, quando usá-lo. Leia as instruções de lata de tinta antes de começar.

2.Agora o tabuleiro. Deve ser redonda e um  grande prato é utilizado é Suficiente como um modelo.

Desenhe nove quadrados com uma caneta  impermeável. Nós usamos uma caneta comum e nossas caixas são de 5 x 5 cm. Em seguida, faça furos ao redor do círculo. Pode-se fazer os furos com um furador ou tesoura. Os furos estão localizados a cerca de 2,5 cm da bordo .

em seguida, coloque o  fio através dos furos. O cabo tem que estar tão longe que a placa pode deitar-se sem saltar buracos de corda. Complete com fecho de plático ou nó.

E pronto!

FONTE: AQUI

 

 

LEIA TAMBÉM:

4 dicas super criativas para organizar os livros da criançada

Vai pra rua menino! Os benefícios de brincar ao ar livre!

Horta sensorial para crianças – Nem precisa ter quintal!

Caça ao tesouro!

1 Caixa de papelão e 5 brinquedos super divertidos

10 Brincadeiras ao ar livre para crianças menores de 1 ano – Parte II