teatro crianças

Crianças e teatro

A ficção faz parte do dia a dia da garotada: ora são mães, ora policiais, heróis e princesas. Toda criança gosta de fazer parte de uma invenção e não só podem como devem ir ao teatro. Quando assistimos a uma peça de teatro somos convidados a conhecer outros mundos. A fantasia e a imaginação estimulam a capacidade criativa de crianças e jovens. Ao mexer com suas experiências particulares, o espetáculo também os ajuda a entender melhor a si mesmo.

Apesar de muitas opções serem caras, é possível achar peças teatrais com preços acessíveis e até mesmo gratuitas. Nos sites da prefeitura, dos jornais e revistas da sua cidade provavelmente é possível encontrar algumas dicas. Os sites de compra coletiva (em que serviços e produtos são vendidos com grande porcentagem de desconto, desde que haja um determinado número de compradores) também oferecem boas ofertas. Existe até site de compra coletiva infantil! Não existem receitas para apreciar uma peça de teatro, para poder aproveitar ao máximo, é só deixar-se entregar à peça. É um momento para esquecer o stress do dia a dia e curtir o momento junto com a criança depois, vocês refletirão sobre aquilo que viveram juntos.

Então aqui vao algumas dicas para você aproveitar esse momento mágico que o teatro proporciona:

  • Não existe uma regra geral para uma idade miníma para frequentar o teatro alguns grupos produzem peças até para bebês! Um bom conselho é procurar espetáculos que tenham uma duração correspondente a concentração do seu filho. Muitas escolas já levam seus alunos ao teatro, mas é bacana viver essa experiência com pai e mãe. Como na leitura, o exemplo vem de casa;

 

  • procure identificar os interesses de seus filhos. O primeiro passo é encontrar peças com temas ou personagens que façam os olhos do seu filho brilhar. Os clássicos como Chapeuzinho Vermelho e Branca de Neve podem ser um bom começo se ele ainda não está acostumado ao teatro. As histórias conhecidas atrairão sua atenção e farão ele se identificar. Depois, é hora de procurar peças mais diferentes, que tenham temas e linguagens novos, como musicais, teatro de bonecos, de sombras, de máscaras etc. As peças que oferecem diferentes estímulos sensoriais também incluem as crianças com deficiência visual. Existem teatros que oferecem também o serviço de audiodescrição, que descrevem o que ocorre no palco;

 

 

  • Imagine a furada de levar seu filho e ele odiar a peça? O caminho é não subestimar a capacidade dele. Escolhendo uma peça muito mastigadinha, em que a criança não tem espaço para pensar por si só, corremos o risco de deixá-la entediada. A garotada gosta de ser desafiada a viver novas aventuras. O diretor da Cia do Latão, Sérgio de Carvalho, aconselha a não procurar peças que pegam carona nos desenhos da televisão porque geralmente elas oferecem pouco conteúdo. “A experiência interessante do teatro é ver o diferente, sair da mesmice. Não acredito no teatro que segue o modelo televisivo”

 

  • Crie um clima divertido e de expectativa em seu filho. Avise-o dias antes, marque no calendário, chame amigos seus e dele também. Uma ideia fácil e divertida é eleger um elemento que chamou a sua atenção na pesquisa sobre a peça e mostrar um objeto que tenha a ver com isso para seu filho, sem maiores explicações. Pode ser um chapéu, uma música, uma foto… Diga que tem a ver com a peça que irão assistir e desafie-o a adivinhar possíveis relações. Além de soltar a imaginação da criança, ela perceberá a importância que os pais estão dando à experiência e naturalmente se sentirá interessada e animada pela aventura;
  • Já percebeu que no escurinho do cinema a luz vem de trás? No teatro, é diferente: a iluminação vem em direção aos espectadores, ficamos iluminados o tempo todo. Por isso a plateia influencia na apresentação dos atores, é um momento coletivo. A pedagoga Bernadete Poeys entra em cena novamente para ajudar a conter possíveis crises:
    – Crianças muito pequenas podem sentir medo quando as luzes se apagam ou de algum personagem mais assustador e começar a chorar. Nessa hora vale explicar que ela está atrapalhando os outros e pedir que fique calma, se não funcionar, retire-a da sala.
    – Se ele quiser ir embora no meio do espetáculo, converse baixinho sobre o porquê. Se não conseguir resolver, o melhor é ir embora mesmo, para não atrapalhar os outros nem obrigar a criança a ver algo que ela não está a fim;
  • Geralmente, nas peças infantis, é comum que os atores reservem um tempo para atender as crianças. Dá pra tirar fotos, pedir autógrafos, conversar com os atores e abraçá-los. É uma boa chance para fechar o dia com chave de ouro e ainda permitir que a criança leve uma lembrança material para casa. Cuidado apenas para não forçar a barra: incentive-a, mas não imponha nada.

REFERÊNCIAS:

Educar para crescer

LEIA TAMBÉM:

Como estimular a visita de museus históricos em crianças

Exposição de arte: Educação e diversão para crianças e adultos

Clube do filme

É dia de feira

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s